29 de outubro de 2015

E a semana de comunicação continua...

Quando se tem tanta programação diferente, como escolher qual palestra ou oficina assistir?


Terça feira, 27 de outubro. Quando se está em uma faculdade de comunicação e a semana de palestras traz conteúdos diferentes na mesma faixa de horário, qual escolher? No meu caso, como é minha segunda graduação em comunicação, iniciei neste semestre e tinha algumas oficinas de assuntos que me deixavam meio "perdida" quando citados em aula, resolvi procurar saber nem que fosse 1% através dessas oficinas. Foi o caso da oficina que tinha escolhido pra essa terça, a de "Assessoria de Imprensa", com a Profª Neide Arruda no campus Ana Rosa.

A Oficina começou bem (#SóQueNão)! Datashow que não funcionava, problemas com o próprio notebook e a professora, apesar de demonstrar conhecer bem sobre o assunto, correu com ele pra mostrar na prática o que ela falava, mas não adiantou nada. Fora que ainda teve uma outra professora que entrava de 05 em 05 segundos pra perguntar das folhinhas dos alunos para carimbar, garantia que os alunos teriam as horas complementares obrigatórias - isso acontecia sempre que o assunto parecia andar, com todos concentrados. Que chatice!  


A Palestra, por si só, já foi ruim pelo fato da professora que ministrava correu com o conteúdo que iria passar, com o datashow dela (e nem era da faculdade) ter dado problema e o menino da técnica da faculdade correr como um louco pra arrumar tudo e ainda essa outra professora interrompendo tudo por causa de um carimbo numa folha. Foi decepcionante, pois assessoria de imprensa é um assunto que me interessa, particularmente. Mas bola pra frente!

As vozes da periferia na web

Já na quarta, dia 28 de outubro, jogaram a pergunta: "O que é periferia pra você"?
Foi assim que começou a oficina de "Jornalismo Independente" com o pessoal do Blog Mural (que, a partir de 05 de novembro, vai se tornar a "Agência de Notícias Mural"), o coletivo "Nós, Mulheres da Periferia" e o "Catraca Livre". Além de apresentar os respectivos projetos - só fez falta de falarem mais especificamente do Catraca Livre - a oficina serviu pra abrir a cabeça dos presentes que a mídia já fala das regiões de periferia com preconceitos já concebidos.Ou nem falam como deveria.

Como assim?

Pegue um jornal ou revista, independente do seguimento da mesma, procure notícias específicas sobre a periferia - independente se for de São Paulo, Rio ou de qualquer lugar do Brasil ou do mundo. Achou algo? É raro encontrar, né? Se achou algo, essa matéria fala mais sobre o que? Violência, tráfico de drogas, preconceitos e outros afins negativos.


Foi para mostrar que a periferia é muito mais do que essas negatividades passadas em grandes veículos de comunicação que surgiu o Mural pois, quem melhor que o próprio morador dessas regiões, pra falar sobre a própria periferia com propriedade?! A periferia tem voz e tem muitas coisas legais para serem mostradas e que bom que existem espaços, especialmente na web, onde eles podem chegar à muitas e muitas pessoas.

Quer saber mais sobre a semana de comunicação da FIAM/FAAM? Fiquem ligados no instagram @blogjujubaluba que tem fotos e vídeos das oficinas que eu, Juliana, estou participando e tem mais conteúdos vindo por aí! :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui é a Jujubaluba. Obrigada por visitar meu blog =) Deixa um comentário sobre o que você achou do post.